domingo, 31 de outubro de 2010

URAL ST

Vem cá... você já ouviu a expressão “resistente como um camelo”? Pois bem, a grande mãe Rússia, sempre foi conhecida pela resistência e durabilidade de seus veículos, o desenho normalmente deixava a desejar, linhas que lembram as décadas de 60 e 70, são quase que imortalizadas no veículos russos. Mas, um modelo de moto que me chamou muito atenção,tanto pelo seu desenho retrô como por sua durabilidade e resistência, eu lhes apresento a URAL ST, uma motocicleta linda, com um visual simples e toda robusteza que a mãe Rússia coloca em seus pupilos. Considerada uma motocicleta de manutenção simples e de maneabilidade muito boa, considerada uma das melhores motos para viagens longas do mundo, tanto pelo seu conforto, como pela sua confiabilidade. Acredito que essa motocicleta faria sucesso no Brasil, haja vista que seu preço gira em torno de US$7.000,00... um bom preço para uma das melhores motos do mundo.

"Esta é uma moto única, que parece capaz de adaptar-se à estrada e às condições de condução. Mais uma vez a analogia se aplica Ural, o canivete suíço de motocicletas. A bicicleta do esporte, uma supermotard, uma cruizer, uma trail... Minha única reclamação é que eu tenho de devolvê-lo ..."- Barry 
Conti, test drive.  


sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Abriram-se as portas do inferno!!!

Caros leitores, acredito que foi lá pelo ano de 2005 ou 2006 que vi os primeiros anúncios da marca MVK... pois bem as motos eram e são feias, aliás, horrorosas!!! Mas... um dos principais alvos de criticas, tanto por parte dos consumidores, como pela imprensa especializada, é o modelo MVK FENIX. Além de horrível esteticamente (acredito que ela foi desenha por um orangotango bêbado, que manuseava uma britadeira) a moto apresenta um números quase que infinito de problemas, digo isso pois não foi em um nem em dois fóruns que li as reclamações sobre essa moto, mas sim em vários!!! Os problemas dessa moto vão desde:

1-      Queima das lâmpadas
2-      Válvulas batendo
3-      Alternador que não recarrega a bateria
4-      Cromagem mal feita
5-      Quebra inesperada de peças (protetor de corrente)
6-      Oxidação prematura das peças de metal
7-      Panes elétricas constantes
8-      Falhas constantes no sistema de partida
9-      Depreciação absurda de seu valor

Esses são só alguns problemas que essa motocicleta apresenta, se quiseres ler mais reclamações e criticas sobre esse modelo da MVK leia os links abaixo:


E... uma dica... por enquanto essa ainda não é uma boa moto para compra, espere que os problemas técnicos serem resolvidos e daí... pode ser que essa seja uma boa compra, eu disse pode ser... não disse que será!!!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

YAMAHA YZF-R6

Nunca fui fã da YAMAHA, mas desde o ano de 2006, quando houve a edição limitada (50 anos da YAMAHA) na qual a R1 e a R6 vieram nas cores amarelas, fez com que eu olhasse de forma diferente para essas motocicletas. As linhas agressivas (convergentes na frente), a o RAM AIR bem pronunciado na frente da carenagem, a posição de pilotagem e seu propulsor fazem da R6 não uma bela motocicleta, mas sim, uma besta, um animal indomável que ao menor deslize do piloto, vai devorá-lo. 
O quesito esportividade é latente tanto no desenho quanto no desempenho da R6... e... falando em desenho, uma das coisas que mais chama a minha atenção nessa moto é a sua traseira. A rabeta curta e bem levantada da uma charme todo especial a moto, bem como o conjunto de piscas e lanterna traseiros, apoiados em um alongador, são bem bonitos. Mas... em minha humilde e simples opinião, acredito que o escape deveria ter um acabamento melhor, ou até mesmo ser reposicionado (quem sabe embaixo do banco traseiro, como a MT03?). Por fim, essa é uma grande motocicleta e carrega todo peso que a YAMAHA tem como motos de bom desempenho e esportividade.

FICHA TÉCNICA
Tipo: 4T, 4 cilindros, refrigeração por líquido
Distribuição: DOHC, 16 válvulas
Cilindrada:  599 cc
Potência declarada:  129 (135) cv /14500 rpm
Ignição:  eletrônica digital
Alimentação:  injeção eletrônica
Arranque: elétrico
Embreagem: multidisco em banho de óleo
Caixa:  seis velocidades
Capacidade do tanque:  17,3 litros
Peso (ordem de marcha):  166 kg (seco)

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Esse é muito bom!!!



Se existe um encontro de motociclistas bom, eu lhes digo que é esse!!! Para que é motociclista de SC (como eu) é quase uma obrigação a ir ao MOTO LAGUNA... Alto astral, bons shows, boa culinaria fazem desse encontro um dos mais queridos e aclamados da região!!!

Coisas que todo motociclista sabe (ou deveria saber)

LEIS DE MURPHY NO MOTOCICLISMO
1) Você jamais levará um tombo, sem que haja ao menos meia dúzia de pessoas para assistir;
2) Você não sente vontade de ir ao banheiro… Até a hora em que acaba de colocar o abrigo de chuva;
3) O fato das chaves da moto estarem no bolso da calça ou da jaqueta, só se revelerá depois que você tiver colocado as luvas;
4) A única peça que você precisa urgente, para trocar na moto, será sempre a que está em falta no distribuidor;
5) Sua moto jamais nega uma partida, exceto no dia em que você for mostrá-la a um possível comprador;
6) Aquele acessório "universal" que você compra, serve em todo e qualquer tipo de moto, menos na sua;
7) Você jamais esquece de tirar a trava do disco de sua moto, exceto no dia em que pelo menos umas dez pessoas estiverem olhando;

FRASES MAIS DO QUE VERDADEIRAS:
1.. Nunca pilote mais rárido do que o seu anjo da guarda possa voar.
2.. Ditado custom: Quando morrer quero ser cromado!,
3.. Tenha uma vida equilibrada: ande em duas rodas.
4.. Você pode não gostar de moto,mas sua filha gosta!
5.. Primeiro Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, depois, vendo que estava só, criou a moto para leva-lo onde quisesse; em seguida criou belas estradas de pista dupla e loiras, morenas e ruivas para levarmos na garupa. Aí veio o diabo e criou o radar, os buracos e a sogra…
6.. Vento no rosto, bunda no encosto, tá do meu gosto!
7.. O Ministério da Saúde adverte: Andar de moto causa dependência. E eu com isso?
8.. Motocicleta, é sempre o melhor veículo: nunca cabe a sogra!
9.. JESUS andava de jumento, por que no seu tempo não existia moto, e por certo o barbudo também iria gostar de rock´n roll.
10.. Motocicleta é um veículo tão seguro, que não é preciso nem de cinto de segurança!!
11.. Lugar de homem é atrás do tanque… de uma moto.
12.. Se você for motociclista, que Deus lhe abençoe, se não for Deus lhe perdoe.
13.. Mulher e moto dão trabalho e custam caro, mas a gente nunca dispensa uma.
14.. Se não estou entre duas rodas, estou entre duas pernas.
15.. Meninas boas vão para o céu. Meninas motociclistas vão a todos os lugares.
16.. Viajando de carro você vê a paisagem; de moto faz parte dela.
17.. Não importa a cilindrada, o que interessa é o espírito.
18.. A liberdade existe: fica entre a roda dianteira e a roda traseira.
19.. Se minha moto fizesse sexo, eu seria o homem mais feliz do mundo.
20.. WARNING ADVISORY: Ande sempre equipado.Lá no céu tem moto e você pode estar escalado para o encontro celestial de amanhã.
21.. Separei da minha mulher no consensual. Prá separar da minha moto, só se for no litigioso.
22.. Moto na estrada, cerveja gelada, mulher pelada. Não precisa ser necessariamente nessa ordem..
23.. A primeira trepada numa moto a gente jamais esquece.
24.. Respeite a sinalização, menos a placa de 80 km/h.
25.. A 100 km/h tenho muitos amigos, a 180 alguns amigos, a partir dos 250 poucos amigos. PORQUE SERÁ?
26.. Muitos falam sobre liberdade. Somente os motociclistas a conhecem de verdade!
27.. Como vovô já dizia: Viajar é preciso; aguentar sua vó o dia inteiro não.
28.. O seguro morreu de velho. Quero morrer velho e seguro em cima da bike!
29.. De moto: deite, mas não role!!!
30.. Estampa em camiseta de piloto de moto dragster : Quem gosta de motorzinho é dentista!
31.. Você não pára de andar de moto porque fica velho. Você fica velho porque parou de andar de moto.
32.. Barriga não!!! Porta capacete.
33.. Nem tudo que brilha é ouro. Pode ser cromado!
34.. Ela disse: a moto ou eu. sinto saudades dela, mas pago a pensão em dia.
35.. Motos não vazam óleo, apenas marcam território.
36.. Vantagem : um hamburguer frio, pode ser requentado facilmente sobre o escape e rodando umas 40 milhas. ( Se desejar bem-passado recomenda-se utilizar entre 10 a 12.000 rpm)
37.. Jamais argumente com um caminhão de 18 rodas. Especialmente ao lado dele.
38.. O melhor despertador, é o sol batendo nos cromados.
39.. Se você não anda com chuva ou neblina, então não anda.
40.. Mototerapia : uma boa viagem limpa sua mente, restaura a fé, e te mostra a beleza da vida.
41.. A MELHOR DE TODAS : SOMENTE UM MOTOCICLISTA SABE PORQUE UM CÃO PÕE A CARA PARA FORA DA JANELA QUANDO ANDA DE CARRO

via:uhull

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Verdades e mitos sobre motos

Graxa branca é o melhor meio de se lubrificar a transmissão?
Mito!!! A graxa branca não é o melhor meio de se lubrificar a transmissão pois a mesma não penetra   todos os componentes da mesma (arrebites...), além disso, quando se anda com a moto em estradas de terra ou areia, detritos podem grudar na  graxa e danificar o conjunto de transmissão. O Ideal é lubrificar a transmissão com óleo 90... é certo que esta vai sujar a moto, mas esse garante a maior vida útil do conjunto de transmissão.

Quanto maior a cilindrada maior a potência da moto?
Mito!!! Muitos acreditam que um motor de maior cilindrada sempre tem maior desempenho. Na realidade, nem sempre é isso que acontece. A potência e conseqüentemente o desempenho não são obrigatoriamente proporcionais à cilindrada. A cilindrada é o volume deslocado pelos pistões do motor durante o curso, desde seu ponto mais alto (Ponto Morto Superior) até o mais baixo (ponto Morto Inferior). Podemos citar como exemplos, aSuzuki GSX-R 1000 e a Suzuki Bandit 1200, dois modelos bem conhecidos. Apesar de ter maior capacidade cúbica (cilindrada), a Bandit desenvolve 98 cavalos de potência máxima, enquanto o da GSX-R 1000 tem 178 cv. 

A troca de óleo tem de ser feia a cada mil quilômetros?
Mito!!! EXCLUINDO A PRIMEIRA TROCA DE ÓLEO, o restante pode ser feita de acordo com as especificações do fabricante, por exemplo a YAMAHA FACTOR recomenda a troca de óleo a cada 3000km mas... ouve-se dentro das próprias concessionárias que a troca de óleo deve ser feita a cada 1000km, esse é um pensamento da década de 80, tempo no qual a tecnologia em óleos era um tanto quanto defasada e a qualidade dos produtos não era da melhor. Então troque o óleo no tempo que o manual manda você trocar.

Lavar a moto com óleo diesel danifica os componentes da mesma?
Verdade!!! O óleo diesel tem alto teor de enxofre, que é prejudicial para quase todas as peças da moto. Mas as lonas e as pastilhas de freio são as mais prejudicadas, elas irão reter a gordura do óleo diesel ficando lisas, brilhantes e “envidraçadas”, perdendo sua eficiência para frenagem, na maioria das vezes temos que substituí-las por novas. 


Pneu mais largo na roda traseira gera mais estabilidade a moto?
Verdade!!! Embora possa haver uma diminuição na vida útil do conjunto de transmissão, um pneu com uma maior área de contato (até 20% do tamanho original) ao solo, gera uma maior estabilidade em frenagens e em curvas.
P.S: claro que um pneu de 300mm não é um “às” da maleabilidade!!!


Rebaixar a frente da moto gera maior estabilidade?
Depende... Embora alguns sejam defensores ferrenhos do rebaixamento dianteiro em pról da estabilidade, eu lhes digo CUIDADO!!! Se fores rebaixar a dianteira, escolha um profissional gabaritado e... uma dica, a medida de segurança para tal feito (essa medida não é oficial) é de cerca de 4cm, nada mais, ultrapassando essa medida, a estabilidade da moto já está bem comprometida!!!



segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Brammo Empulse

Esqueça aquele visual singelo e pacifico que as motocicletas elétricas normalmente tem. Imagine uma moto com bengalas invertidas,suspensão mono amortecida na traseira, monoposto, e com cara de mal... esses seriam os adjetivos de uma motocicleta esportiva... sim!!! Ela é esportiva, com cara de mal e elétrica!!! Lhes apresento a Brammo Empulse, o novo conceito de motocicletas elétricas. Seu visual agressivo faz jus a todo seu conjunto propulsor, haja vista que a mesma pode alcançar cerca de 160km/h e ter uma autonomia de 160km... além do apelo esportivo, um dos grandes incentivos à compra dessa motocicleta é seu preço, algo em torno de R$23.650,00... pode parecer um pouco cara mas pense o seguinte, o quanto você vai economizar com gasolina? 

Levando em consideração que o litro da gasolina custa em media R$2,50 (aqui em Floripa) essa motocicleta se paga em aproximadamente 3 anos de uso!!! Tomara que os nossos ilustríssimos (sic) deputados e senadores criem uma lei de incentivo veículos elétricos, dessa forma as mesmas teriam maior circulação e preços mais acessíveis no mercado nacional.





sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Ransom SERPENT

Lembram da Confederate? Exclusividade, linhas agressivas, e um desenho inovador para a motocicleta? Pois bem, fuçando bastante na internet e sendo o mais criterioso possível  na busca das informações corretas, eu lhes apresento a RANSOM MOTORCYCLES... As informações sobre esse fabricante, são um tanto quanto escassas e por muitas vezes duvidosas pois em um site se fala uma coisa e em outro se fala outra coisa completamente diferente. De qualquer forma escolhi um modelo da RANSOM para falar, a motocicleta SERPENT (todas as motos da RANSOM tem nome bíblico como Caim, Abel, Gênesis), composta por um motor da SUZUKI GSXR1000 e um estilo de dragbike essa motocicleta parece ser bem equilibrada tanto em se desenho, quanto em seu potencial ciclístico. Pelo que vi nas fotos, foram excluídos todos os aparatos da SRAD e foram recriados pelo pessoal da RANSOM, digo isso pois a dupla viga de alumínio, fora substituída por um quadro feito de tubos de aço, além disso a balança traseira fora trocada por um mono-braço com coroa e freios integrados. Acredito que as únicas coisas que se manteve da SUZUKI, foram o motor e o painel. 
Mas... o conjunto da obra ficou lindo, uma motocicleta imponente, que se faz presente tanto pelo seu tamanho, como por seu barulho (o cana de descarga não tem silenciador)... Preço dessa beleza? US$ 62.000,00....  




quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Moto Morini GranPasso H83

Quer seja utilizado para passear, off-road ou no tráfego da cidade, a Granpasso H83 é dedicada ao motociclista que quer um passeio confortável e se aventura em locais onde não há nenhum vestígio de asfalto.Ele usa a moto para manobras pelas ruas, mas isso não significa que não esteja procurando algum divertimento. Moto Morini apresenta sua interpretação da estrada Enduro, uma moto versátil multitarefa, ideal para passear, mas que tem a impressão de corrida que faz parte do DNA de todas as motos Moto Morini.


















Características do motor
Motor - Moto Morini Bialbero CorsaCorta
Cilindros - 2
Layout - 87 ° V longitudinal
Válvulas por cilindro - 4
Torque - 103,6 Nm - 10,6 Kgm @ 7000 rpm
Ignição - eletrônica IAW
Lubrificação - Forçada com bomba trocoidal
Relação de transmissão - 6
Controle de emissões - Euro 3
Pneu dianteiro - 110/80 R19 sem câmara
Pneu traseiro - 180/55 R17 sem câmara
Peso seco - 210 kg / 463 lbs (Moto Morini indica o peso da moto completa LCD multifuncional
Garantia 3 anos
E aí, gostou? Essa é a MotoMorini!!


quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Qual foi a primeira motocicleta?

Sei que falo de moto, moto, moto, e moto o tempo todo mas, eis que surge a seguinte pergunta, você sabe qual foi a primeira motocicleta do mundo? Eis que com o surgimento dessa pergunta, nascem um certo numero de questionamento quanto esse assunto como... Qual o primeiro veiculo de duas rodas com um motor? Qual o primeiro veiculo com duas rodas a usar um motor com combustão interna? Qual o primeiro veiculo de duas rodas a ter uma patente?  Tendo esses questionamento como base, eu vou elencar as motos mais antigas do mundo, cada uma em uma categoria respectiva.

O PRIMEIRO VEICULO DE DUAS RODAS COM MOTOR
Em 1867, Sylvester Howard Hoper fez uso de um motor a carvão para desenvolver o primeiro ciclo motor movido a energia a vapor, embora fosse extremamente pesada e com um calor gerado que normalmente queimava as pernas do seu tripulante, a invenção de Hoper é considerada a primeira “motocicleta” do mundo.







O PRIMEIRO VEICULO DE DUAS RODAS COM MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA
Desenvolvida por Gottlieb Daimler e Wilhelm Maybach no ano de 1885, essa motocicleta tinha como base uma bicicleta de madeira e rodas rígidas, feitas de madeira e aço... sua aparência é um tanto feia e também deve ser levada em consideração o fato da mesma ter duas rodas auxiliares, para ajudar no equilíbrio da vovó das motocicletas.
P.S: esse foi a primeira motocicleta a ser patenteada da história.





A PRIMEIRA MOTOCICLETA COM TODO PROJETO PATENTEADO ANTES DE SUA PRODUÇÃO
Criada no ano de 1894, pela empresa Hildebrand & Wolfmüller, essa motocicleta foi a primeira da história a ter sua patente aprovada antes de sua produção. Uma das coisas que mais me chama atenção nessa moto é o fato de sua transmissão ser feita com um eixo rígido (igual a uma locomotiva). Movida a vapor, um exemplar dessa motocicleta fora vendida pela bagatela de 
US$ 131.000,00....